Metamucil Psyllium Planatago Ovata

Açúcar

Como as cascas do psyllium podem ajudar a controlar a glicose

O diabetes afeta cerca de 400 milhões de pessoas em todo o mundo. No Brasil, estima-se que ele atinja aproximadamente 9% da população.

De acordo com levantamento do Ministério da Saúde, o número de diagnósticos na última década registrou crescimento de 57% para as mulheres e 70% para os homens.
A má alimentação pode ser fator de risco para uma série de doenças, como as ligadas à saúde do coração, à obesidade, ao diabetes, entre outras. O diabetes é caracterizado pelos altos níveis de açúcar no sangue. No entanto, a prevenção e o controle da doença podem ser feitos com o auxílio de fontes naturais, por meio da ingestão regular de alimentos que ajudem a controlar os níveis de açúcar no sangue.

Como as cascas do psyllium podem ajudar a controlar a glicose

Para manter as taxas de açúcar em ordem

As fibras retardam a velocidade da digestão de carboidratos, tornando mais lenta a absorção da glicose pelo sangue e reduzindo os picos de insulina. Ao entrar em contato com a água, as fibras também formam uma proteção em torno da comida e dificultam a absorção do açúcar, descartando-o no processo de digestão.

Como as fibras ajudam a disponibilizar glicose para a circulação em ritmo lento, também cai o risco de desenvolver diabetes tipo 2. Além disso, pacientes com diabetes tipo 1, que é a versão autoimune da doença, sofrem com muitas inflamações, que os expõem a maior risco cardíaco. No entanto, pacientes que comem mais fibras apresentam maior controle sobre a inflamação, o que é de grande ajuda para blindar o coração – sobretudo de quem tem diabetes.

Como as cascas do psyllium podem ajudar a controlar a glicose

Como aje o Metamucil na diminuição dos níveis de açúcar no sangue

O princípio ativo do Metamucil é a fibra solúvel de origem natural das cascas do psyllium, que atua retardando o processo de absorção dos carboidratos, eliminando as descargas exacerbadas de insulina e dificultando a absorção do açúcar.

Estudos apontam que apenas 5 g de psyllium por dia, em conjunto com uma dieta apropriada para indivíduos diabéticos, pode favorecer o controle e diminuição dos níveis de glicose no sangue de pacientes com diabetes tipo 2, além de trazer outros benefícios, como o aumento da motilidade intestinal em indivíduos constipados e a melhora nos níveis de colesterol.

Referências:
Bernaud, F.S.R. & Rodrigues, T.C. 2013. Fibra alimentar – ingestão adequada e efeito sobre a saúde do metabolismo. Arq Bras Endocrinol Metab. 57(6): 397-405.
Girão, I.S. et al. 2019. Uso do psyllium como estratégia hipoclicemiante na suplementação dietética de indivíduos diabéticos. Conexão Unifametro, XV Semana Acadêmica.
3Klein Jr, L.C. & Henriques, A.T. 2014. Monografia da espécie Plantago Ovata Forssk. (Plantaginaceae) Psyllium. Ministério da Saúde, SUS.
Como preparar Metamucil: copo e colherLaranjas