Metamucil Psyllium Planatago Ovata

Psyllium

Fibras: 3 benefícios de consumir regularmente

As fibras ajudam a prevenir a constipação intestinal e são aliadas na redução do colesterol ruim.

Quando falamos em dieta balanceada, o que você deve considerar é uma alimentação que contempla os principais grupos nutricionais e engloba a ingestão1 adequada de água, proteínas, vitaminas, minerais, lipídios e fibras.

É por isso que o consumo de fibras tornou-se parâmetro para identificar uma dieta saudável, porque as principais fontes desse grupo são alimentos vegetais e integrais que, por sua vez, são mais ricos em nutrientes quando comparados aos industrializados e/ou refinados1 que passam por uma série de processamentos que provocam a perda de vitaminas e minerais.

Quando consumidas regularmente e dentro da recomendação diária de 25g2, as fibras alimentares previnem a constipação intestinal1, reduzem os níveis de colesterol ruim3 e controlam a glicemia4. É por isso que Metamucil deve fazer parte do seu dia a dia.

Fibras: 3 benefícios de consumir regularmente

Por que Metamucil?

A suplementação de fibras se faz necessária porque a população consome uma quantidade menor que o recomendado2. Por isso, Metamucil é indicado para complementar o consumo diário de fibras5. Além disso, o produto também pode ser utilizado para o tratamento de constipação intestinal, pois atua como um regulador do intestino5, bem como para controle de colesterol3 e glicemia4.

Metamucil é composto pelas fibras Psyllium Husk, extraídas da planta Plantago Ovata, que agem de forma diferente dos demais tipos. Ao entrar no processo de digestão, as fibras de Metamucil retêm água no intestino6 e fazem a gelificação, ou seja, se tornam parecidas com um gel7, o que aumenta a quantidade de água nas fezes, facilitando a evacuação. Esse maior armazenamento de líquido também altera de maneira positiva o ambiente do cólon e favorece a regulação do trato intestinal, pois não fermenta no intestino.

As fibras Psyllium Husk não fermentam4 no intestino durante todo o processo de digestão, diminuindo, portanto, o aparecimento de gases e irritação no trato intestinal4.

O produto está disponível em caixa com dez sachês ou potes de 174g e 200mg. Além disso, pode-se encontrar Metamucil na versão original ou no sabor laranja. Para crianças de 6 a 12 anos recomenda-se o uso de meio sachê ou meia colher de sobremesa diluída em 240ml de líquido de 1 a 3 vezes por dia. Já crianças acima de 12 anos e adultos podem consumir um sachê ou uma colher de sobremesa diluída em 240ml de líquido, também de 1 a 3 vezes por dia5.

Para iniciar o uso de Metamucil, você deve colocar o conteúdo em um copo de 240ml e, em seguida, adicionar o líquido de sua preferência. Por fim, basta misturar e beber imediatamente5.

Fibras: 3 benefícios de consumir regularmente

Veja mais benefícios de consumir fibras regularmente!

Melhora da constipação intestinal: a constipação intestinal tem como principais sintomas a dificuldade na passagem das fezes pelo reto, três ou menos evacuações por semana, fezes duras e sensação de evacuação incompleta8. Para tratar o quadro, além de adequar o consumo de água e realizar atividades físicas regularmente, é indispensável que as fibras9 façam parte da dieta.

As fibras encontradas em Metamucil, do tipo Psyllium Husk, promovem a melhora dos sintomas, pois o gel7 formado durante o processo digestivo amolece as fezes, aumenta a frequência de evacuação e o nível de água no cólon6.

Reduz o colesterol ruim: as fibras solúveis estão relacionadas à redução do colesterol ruim (LDL)7 porque, quando utilizadas em uma dieta com baixo teor de gordura3, aumentam os resultados positivos devido à viscosidade promovida pelo gel7.

Um ponto fundamental para a redução do colesterol é, justamente, a viscosidade que a fibra proporciona. Quanto mais viscosa, maior será o efeito benéfico7. Isso acontece porque a bile, substância eliminada pelo fígado, faz a emulsão de gorduras em pequenas partículas para facilitar a digestão7.

No processo natural do corpo, a bile é conservada, passa pelo intestino e então é reciclada diversas vezes. Porém, ao consumir fibras, a bile fica retida pelo gel e posteriormente é eliminada pelas fezes. Desse modo, o fígado utiliza a reserva de colesterol para gerar mais bile, reduzindo a concentração de colesterol LDL e colesterol total, sem afetar o bom colesterol (HDL)7.

Controle de glicemia: o consumo regular de fibras Psyllium Husk é capaz de controlar a glicose e melhorar o perfil lipídico4 em pacientes com diabetes tipo 2 porque o gel formado pela fibra atrasa a absorção de nutrientes pelo tempo necessário para eles sejam absorvidos em uma parte específica do intestino.

Esse fato estimula várias respostas do organismo, como aumento da secreção de insulina, diminuição da secreção de glucagon - substância que estimula a produção de glicose pelo fígado -, aumento da produção e sensibilidade à insulina, além de retardar o esvaziamento gástrico, entre outros fatores7. Juntos, esses mecanismos colaboram tanto para o tratamento do diabetes tipo 2 como para a prevenção em pessoas que estão em risco de desenvolver a doença7, uma vez que diminui a absorção de açúcar.

Fibras: 3 benefícios de consumir regularmente

Referências:
1Ministério da Saúde. Guia Alimentar para a População Brasileira: promovendo a Alimentação Saudável. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/
2Jones, J. R., Lineback, D. M., & Levine, M. J. (2006). Dietary Reference Intakes: Implications for Fiber Labeling and Consumption: A Summary of the International Life Sciences Institute North America Fiber. Workshop, June 1-2, 2004, Washington, DC. Nutrition Reviews, 64(1), 31–38. doi:10.1111/j.1753-4887.2006.tb00170.x
3Anderson JW; Allgood LD; et al. Cholesterol-lowering effects of psyllium intake adjunctive to diet therapy in men and women with hypercholesterolemia: meta-analysis of 8 controlled trials. The American Journal of Clinical Nutrition, 2000 Feb;71(2):472-9. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10648260.
4Ayman S. Abutair, Ihab A. Naser, and Amin T. Hamed. Soluble fibers from psyllium improve glycemic response and body weight among diabetes type 2 patients (randomized control trial). Nutrition Journal, 2016; 15: 86. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5062871/.
5Bula Metamucil.
6Jonna Jalanka; Giles Major, et al. The Effect of Psyllium Husk on Intestinal Microbiota in Constipated Patients and Healthy Controls. International Journal Molecular Sciences. 2019 Jan; 20(2): 433. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6358997/.
7Johnson W. McRorie, Jr. Evidence-Based Approach to Fiber Supplements and Clinically Meaningful Health Benefits, Part 1: What to Look for and How to Recommend an Effective Fiber Therapy. Nutrition Today. 2015 Mar; 50(2): 82–89. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4415962/.
8Fernanda M. Q. Schmidt; Vera Lúcia C. G. Santos. Prevalência de constipação intestinal autorreferida em adultos da população geral. Revista da Escola de Enfermagem da USP. 2015; 49(3):443-452. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v49n3/pt_0080-6234-reeusp-49-03-0443.pdf.
9Federação Brasileira de Gastroenterologia. O importante papel das dietas para a saúde digestiva. Disponível em: http://www.hospitalsantalucinda.com.br/downloads/saude-digestiva.pdf.
Como preparar Metamucil: copo e colherLaranjas